22 de outubro, 2022

Acessibilidade Audiovisual no Festival "Oberá en Cortos", Misiones

No âmbito das celebrações do Bicentenário da Independência do Brasil, com o apoio do INCAA, da Embaixada do Brasil em Buenos Aires e da RECAM, foram realizadas diferentes atividades para promover a Acessibilidade Audiovisual na 19ª Edição do Festival "Oberá en Cortos". Este festival procura promover a integração regional transfronteiriça e o diálogo intercultural através da arte cinematográfica e da produção audiovisual.


O programa proposto pela RECAM no âmbito do programa, foi composto por um ciclo de curtas-metragens infantis brasileiros em versão acessível, onde foram exibidos: "4 mil milhões de infinitos" de Marco Antonio Pereira, "Sobre Amizade e Bicicletas" de Julia Vidal, " Meu nome é Maalum" de Luísa Copetti e "O Malabarista" de Iuri Moreno.


Além disso, uma oficina introdutória sobre acessibilidade audiovisual foi ministrada pelo especialista brasileiro Chico Faganello de "Filmes que Voam", de Florianópolis. A oficina foi destinada a realizadores a fim de se capacitar profissionalmente em uma nova área de trabalho e ampliar os públicos de suas obras. Além de compreender a evolução da acessibilidade audiovisual para pessoas cegas e surdas, o público pôde conhecer o potencial e os principais recursos relacionados às linguagens de sinais, legendagem e audiodescrição, bem como compreender o valor de proporcionar acessibilidade às obras desde o início dos projetos audiovisuais. Os participantes, predominantemente jovens cineastas e estudantes de cinema, ficaram entusiasmados com a proposta e expressaram interesse em continuar a explorar o assunto.

Compartir en Facebook